O Ciclo de vida das famílias

Na perspectiva do ciclo vital da teoria sistêmica, entende-se que os movimentos mais sensíveis para o desenvolvimento familiar estão na transição de uma etapa do ciclo de vida para outra, ou seja, na transição.

.

A família pode estar exposta a estressores verticais também chamados de trânsgeracionais que vem de outras gerações, ou horizontais, desenvolvimentais que ficam no plano da horizontalidade da família.


. Os estressores verticais, eles incluem:

padrões, mitos, tabus, experiências, expectativas, segredos e legados, transmitidos de geração em geração, Já os estressores horizontais estão relacionados às transições do ciclo vital e incluem tanto os eventos previsíveis inerentes a passagem de uma etapa do ciclo de vida para outro quanto os imprevisíveis que podemos romper o processo de ciclo de vida tais como: Morte prematura, enfermidade crônica, nascimento de uma criança deficiente, entre outros.

.

.